top of page
Banner Casa 01.jpg

Confira os autores publicados pela TRAMATURA

DSC_0027q.jpg

JEFFERSON SARMENTO

Escritor, criador e fundador da Tramatura

Apaixonado por histórias de terror, por livros e cinema, pelo blues e pela arte de se contar uma boa história, Jefferson Sarmento publicou seu primeiro livro em 2007 e criou a Tramatura em 2021, com a publicação de seu quinto livro: A Casa das 100 Janelas.

2007 - Velhos Segredos de Morte e Pecados Sem Perdão

2008 - Os Ratos do Quarto ao Lado

2015 - Alice em Silêncio

2019 - Relicário da Maldade

2021 - A Casa das 100 Janelas

2022 - Noites de Tempestade

2023 - Terra de Almas Perdidas

Luciene Lima.jpg

Poeta e professora

Luciene Lima nasceu em Barra mansa – RJ em 13 de dezembro de 1971. Ama poesia desde menina, quando se tornou leitora assídua do gênero. Cecília Meireles, Mario Quintana e Vinicius de Moraes foram suas primeiras referências. Muitos outros poetas se seguiram.

2023 - Sopro

Machado de Assis.jpg

O mestre sem o qual não estarpiamos nem conversando por aqui...

O mestre intocável da literatura brasileira, Machado de Assis foi ardiloso como criador de tramas envolventes e personagens inesquecíveis, cínico e preciso com as palavras e o jogo amoral da narrativa, e extrapolou o realismo literário de sua era flertando com o assombroso, o impossível, o gótico, o medo das coisas que não estão visíveis.

2022 - Contos Assombrosos de Machado de Assis (contos publicados originalmente entre 1870 e 1906)

Álvares de Azevedo - colorizado.jpg

O mestre do gótico brasileiro, comparável apenas a Lord Byron!

Manoel Antônio Álvares de Azevedo  foi escritor da segunda geração romântica, contista, dramaturgo, poeta, ensaísta e expoente da literatura gótica brasileira, autor de Noite na Taverna, nosso livro de estreia da Biblioteca Clássica de Espantos e Assombros.

2022 - Noite na Taverna (publicado originalmente em 1855)

Augusto Emílio Zaluar - colorizado.jpg

AUGUSTO EMÍLIO ZALUAR

Autor do primeiro livro de fricção científica brasileiro

Escritor, poeta e jornalista nascido em Lisboa, emigrou para o Brasil em 1850 e naturalizou-se cidadão brasileiro em 1856. Zaluar, embora pouco celebrado na literatura clássica brasileira, foi o fundador da ficção científica tupiniquim com seu livro O Doutor Benignus, com fortes influências de Júlio Verne, mas inteiramente mergulhado no interior de seu novo país!

2023 - O Doutor Benignus (publicado originalmente em 1875)

bottom of page