top of page
Banner Casa 01.jpg

Confira os livros publicados pela TRAMATURA

Capa3D 01_edited.png

A nova revista-livro pulp da Tramatura está chegando, cheia de contos de terror da Era de Ouro das revistas Pulp.

Seis histórias curtas da Era de Ouro do terror pulp, um pequeno e singelo poema lupino e macabro, a noveleta sinistra de Algernon Blackwood que serviu de inspiração para os filmes Sangue e Pantera (1942) e A Marca da Pantera (1982), e uma entrevista imperdível com Edilton Nunes, responsável pelo site e pelas redes do grupo Stephen King Brasil - vamos conhecer um pouco de como a comunidade funciona, ter um bocado de informações quentíssimas sobre o autor, mas também conversar um pouco sobre literatura nas escolas, a importância da ficção para a cultura e para a nossa formação... 

Tem mais: um conto inédito do nosso escritor Jefferson Sarmento: vamos nos deparar com "um pedido de ajuda muito além da realidade e da compreensão. Uma delicada trama de maldades, traições e ganância!"

Capa 3D 01_edited.png

Robert Bloch, Algernon Blackwood, Ambrose Bierce, Jefferson Sarmento...

E a edição número 2 está cheia de novidades, com novas seções, mais páginas, 7 contos da Era de Ouro e apresentação do escritor Rubens Angelo, que nos brinda com um conto inédito!

Nossa segunda edição traz um pouco mais de nostalgia e algumas surpresas que talvez você não estivesse esperando. E algumas que talvez você já desejasse. O que teremos na #002? Asimov, Campbell, Fairman, Pohl e outros.

Mocku up Macário.png

MACÁRIO

O novo lançamento da Biblioteca Clássica de Estantos e Assombros, uma pequena coleção de livros voltados para autores e obras clássicas de terror, ficção científica, mistério...

Escrito no formato de uma peça de teatro, teoricamente um drama fantasioso para ser encenado, Macário tem essa mesma estrutura negada por Álvares de Azevedo: em seu texto de introdução, ele esclarece que a forma é muito mais um meio para sua literatura, e que nada daquilo fora moldado, de fato, para um palco.

Macário é um personagem perdido que, em certa noite, tem um encontro com um estranho: Satan! Que o carrega por cenários de pesadelo, expondo sua índole e revelando o horror como figura de denúncia social e, por que não?... cultural!

Capa 3D 02.png

TERRA DE ALMAS PERDIDAS

O novo livro do escritor Jefferson Sarmento

Ao se deparar com o moribundo Fausto, um velho que aparenta ter mais de cem de anos, Jonas se vê envolvido com a crença ao redor de uma antiga garrafa na qual vive uma entidade capaz de realizar todo e qualquer desejo de uma pessoa, dos mais simples aos mais fantásticos. Mas o preço... o preço cobrado pelo famaliá, o diabo da garrafa, é a alma eterna de quem se aventurar a tocá-la.

Enquanto se envolve com a intrigante Luiza, uma mulher que aparenta ter 30 anos, embora insista em ter vivido o dobro disso, Jonas mergulha na busca pela misteriosa garrafa, primeiro com curiosidade e, depois, para salvar a própria alma.

Mockup 01.png

CIENTÍFICA FICÇÃO #001

Simak, Vonnegut, Bradbury, Samachson, Leiber, Brown, Laumer e Piper

A ERA DE OURO da Ficção Científica está de volta!

Houve um período, entre os anos 1920 e 1960, em que as histórias de ficção científica ganharam uma atenção jamais antes sonhada. Bebendo de fontes como o H. G. Wells, Júlio Verne e Mary Shelley, uma nova leva de autores ganhava espaço nas novíssimas revistas pulp, antes redutos de escritores de faroeste e histórias de detetives. Um novo movimento se iniciava e trazia à baila novos mundos, novas descobertas, a criação de épicos espaciais, heróis destemidos viajando entre as estrelas e combatendo alienígenas das mais cruéis espécies.

Esse movimento culminaria na Era de Ouro da Ficção Científica, revelando ao mundo escritores como Ray Bradbury, John W. Campbell Jr, Isaac Asimov, Kurt Vonnegut, Fritz Leiber e centenas de outros criadores de histórias maravilhosas.

Pois a Tramatura garimpou oito dessas histórias para você, publicadas em revistas como a Galaxy Science Fiction, a Astounding Science Fiction, a Imagination Stories of Science and Fantasy...

Velhos segredos de morte - Capa 3d 01.jpg

Jefferson Sarmento

A TRAMATURA traz a nova edição do primeiro livro do escritor Jefferson Sarmento

A trama nos leva à pequena cidade de Arroio dos Perdidos, incrustada aos pés da serra e ao redor de um lago de águas escuras, habitada por gente comum, capaz das bondades mais corriqueiras e das vilanias mais ordinárias. Contantinos, Proenças e Rosa-Mourões dividem o poder e o dinheiro sujo da cidade como piratas partilhando a pilha.

 

Na noite anterior ao aniversário da cidade, o homem de confiança das Três Famílias tem a grande ideia: roubar a cruz de ouro da igreja, símbolo do renascimento da cidade, reconstruída das cinzas, décadas antes.

Mocku up O Doutor Benignus.png

Augusto Emílio Zaluar

Publicado pela primeira vez em 1875, O Dr. Benignus é considerado o primeiro romance de ficção científica brasileiro.

Augusto Emílio Zaluar cria um protagonista nos moldes dos cientistas e pesquisadores aventureiros de Júlio Verne, mas carrega sua pena em brasilidade quando envia Benignus para uma expedição em busca do conhecimento e da aventura pelo interior do Brasil. Médico e naturalista, o protagonista se depara com descobertas e maravilhas da natureza, recebe conselhos e até previsões de um inimaginável visitante vindo do Sol, reflete sobre a razão e a religiosidade e sugere um traço romantizado do amor à ciência em pleno século XIX.

Mockup capa dura 3d vertical.png

SOPRO

Luciene Lima

Um SOPRO de delicadeza e encantamento da escritora e poeta LUCIENE LIMA!

Sopro traz uma coletânea de poemas minimalistas, entre poetrix e haikais, publicados diariamente no Instagram da autora, @sei_que_canto.

 

Com um olhar amoroso sobre a natureza e o cotidiano, chega ao leitor e à leitora como um sopro de delicadeza e encantamento, não sem o espanto necessário, em uma linguagem leve e acessível.

Mocku up Contos assombrosos de Machado de Assis 01.jpg

CONTOS ASSOMBROSOS

Machado de Assis

O mestre intocável da literatura brasileira, Machado de Assis foi ardiloso como criador de tramas envolventes e personagens inesquecíveis, cínico e preciso com as palavras e o jogo amoral da narrativa, e extrapolou o realismo literário de sua era flertando com o assombroso, o impossível, o gótico, o medo das coisas que não estão visíveis.

Para esta enervante coleção de histórias macabras, a Tramatura selecionou sete histórias publicadas originalmente entre 1870 e 1906. Ao longo desses trinta e seis anos, entre o fantasioso A Vida Eterna e o desolador Pai Contra Mãe, Machado ousou temas tão humanos que o sobrenatural se torna a alegoria dos dramas comuns do cotidiano — como a cínica e assustadora história de fantasmas de Sem Olhos. Ou o horror da imortalidade que depende da morte do narrador. Talvez o amor doentio de um cientista apaixonado por sua primeira esposa, morta por suas próprias mãos e cujo esqueleto... bom, é melhor você ler.

Mocku up Noite na Taverna 01.jpg

Álvares de Azevedo

Publicado originalmente em 1855, dois anos depois da morte de Álvares de Azevedo, Noite na Taverna é um livro obrigatório para quem acha que os clássicos são açucarados e datados. ​Estamos falando de um livro extremanmente denso, violento e espantoso, não apenas por conta do enredo, mas pela pena poderosa do autor.

É comum um leitor terminar a verdadeira jornada que são as histórias contadas à mesa da taverna, pelos mais malditos bebuns que a literatura já produziu, perguntando-se: "esse livro foi mesmo escrito
há mais de 150 anos?"

​Com introdução do nosso autor Jefferson Sarmento (de A Casa das 100 Janelas), Noite na Taverna mostra a reunião de vários personagens do submundo contando de forma visceral as suas trágicas (e fantásticas) desventuras amorosas, regados a muita bebida, suspense gótico e insinuações mundanas.

Noites de tempestade - Capa 3d 01.jpg

Jefferson Sarmento

Noites de Tempestade é uma coletânea com 16 contos de suspense, noir, ficção científica, romance dramático, um pouco de horror aqui e libidinagem ali… escritos ao longo de quase quinze anos e que foram inspirados (ou inspiraram) 16 canções gravadas pelo escritor Jefferson Sarmento em 2012.

Um músico apaixonado por um anjo ou um fantasma, um garoto em busca do seu destino, uma noite de tempestade num velho hotel abandonado numa ilha, um renomado médico da década de 1920 que mergulha em um amor impossível e perde sua honra e sua vida ao tentar assassinar seu algoz, dois amantes experimentando o desejo que lhes foi negado, uma velha calça jeans assombrada por um crime passional…

 

As dezesseis histórias misturam-se nesse dilúvio de sonoridade viajam do passado ao futuro, do belo ao horror extremo, do amor ao medo como se tudo fizesse parte de um enredo apenas: os recortes das vidas comuns e fantásticas que nos rodeiam.

A Casa das 100 Janelas - Capa 3d 01.jpg

A CASA DAS 100 JANELAS

Jefferson Sarmento

O livro de estreia da Tramatura é esse impressionante thriller sobrenatural, do autor de Relicário da Maldade e Alice em Silêncio. Visite a página do livro, peça na sua livraria ou baixa o eBook na sua loja online preferida.

Ao voltar para sua cidade natal, Chico Rezende encontra tudo mudado. Ele e a mãe foram praticamente expulsos de Bel Parque quando ele era garoto e seu pai foi acusado de assassinar Adélia Fortes. Agora o todo poderoso Joaquim Fortes está morto e a Casa das 100 Janelas parece ter se libertado, está vazando!, chamando para a sua escuridão todos aqueles que têm o sangue de quem já se perdeu em seus corredores, sombras e porões.

bottom of page