Série BOSCH, baseada nos livros de Michael Connelly, chega ao fim na Amazon

A sétima última temporada do detetive da delegacia de homicídios de Hollywood encerra a jornada do sisudo protagonista com um Bosch implacável, mas desiludido

Michael Connelly já foi citado por Stephen King como o melhor escritor de thrillers da atualidade, mas a construção de seu melhor personagem, o detetive Harry Bosh, levou alguns romances para chegar ao seu melhor ponto.

O escritor Michael Connelly

Hyeronimus Bosh estreou com o livro The Black Echo (sem tradução no Brasil), em 1992. Quem já teve oportunidade de ler a versão em português de Portugal que anda pela Internet tem opiniões dúbias sobre a obra - cansativa, lenta e algo enrolada. Em 1993, Michael Connelly retornou ao personagem em The Black Ice, mas foi com Loira de Concreto, de 1994, que o detetive de Hollywood começou a encontrar seu espaço nos neo-noir que brotam aos borbotões na terra do Tio Sam.

E foi justamente com base nesse livro que a Amazon encomendou e estreou suas produções originais: em 2014, o personagem ganhava uma série própria, com produção executiva do próprio escritor e estrelada por Titus Welliver (que esteve em dezenas de produções, sempre em personagens secundários, desde Lost, Sons of Anarchy, Dead Wood...). Na verdade, o ator não se parecia com o personagem descrito por Michael Connelly em seus livros, mas sua caracterização e interpretação foram tão perfeitas que hoje é impossível ler um dos livros com o detetive e não pensar naquele sujeito caladão, boca dura e sempre irritado.

Além de Loira de Concreto, os roteirista misturaram argumentos dos livros Cidade de Ossos (o oitavo com o personagem) e Echo Park (o décimo segundo).

Titus Welliger como o detetive Harry Bosch

Bosh, a série, foi um desses sucessos que não chegaram ao estardalhaço, mas manteve seguidores apaixonados pelas sete temporadas. A série termina adaptando a essência do argumento de The Burning Room (17º livro com o personagem). Em realidade, a produção da Amazon não segue a cronologia dos livros, misturando crimes e situações de seus 20 livros. Ao longo da jornada literária do personagem, ele mudou de delegacias, aposentou-se, voltou, abandonou a polícia, foi detetive particular...

E é justamente apostando nessas idas e vindas de Harry Bosch que, embora a série principal tenha terminado no oitavo episódio de sua sétima temporada, um spin-off com os mesmos personagens e elenco acaba de ser anunciado pela IMDb TV. Basicamente, Bosh seguirá longe da polícia, trabalhando com a advogada Honey “Money” Chandler (Mimi Rogers).

Os livros com o personagem Bosch são publicados atualmente no Brasil pela Suma, o mesmo selo da Cia das Letras responsável pela publicação dos livros de Stephen King.



57 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo